27 de abr de 2011

azar o meu


uma gata preta cruzou meu caminho
eu, que nunca fui um desses de crer em azar,
apenas fiquei vendo a negra gata passar
azar o meu...

16 de abr de 2011

desinvenção


recomeçarei da estaca-zero
sem personagem nem enredo
com o velho figurino de casa

na fala, o sotaque de berço
o andar e o olhar de nascença
fieis à versão original

mas de quê me chamarão?
ainda falta um forte apelo

um nome que chame o dinheiro
dos que compram desinvenções