7 de jan de 2006

interlúdios meus

entre uns e outros passos
minha vida pende num só pé
trilhando pontos esparsos
sem contar com a marcha ré

qual equilibrista
em cujos interlúdios vai
firme como maquinista
certo que a certeza trai.

são nos intervalos
que parte da mente sossega
e a outra, como em cavalos,
à cantoria se entrega.

Nenhum comentário: