22 de nov de 2007

andorinhando



todo devoto,
visto-me e volto,
cantando baixinho
ao som dessa aurora,
ao príncipe raio de sol.

mãos calejadas
e asas malhadas
de tanto voar --
vivendo estações,
guiado por outras canções...

volto esmolando
por um verão.
assim, no gerúndio,
vou andorinhando
um ninho pro novo interlúdio.

Um comentário:

Luciano Carôso disse...

Bela volta ETC! Bom lhe ver andorinhando.

[]s,

LC