8 de jan de 2007

nos playgrounds da lembrança



anda depressa,
o interfone vai tocar!
tamanha pressa
sangra o tempo sem 'stancar...

toca mais uma
que a galera toda, em coro
qual militantes,
cantará um bom agouro!

a roda nossa,
tão repleta de cantores,
compositores
e meninas que amam bossa...

de apaixonados
por cultura popular,
de entusiasmados
por bem mais de um rock star...

tem gente besta
pra chorar e pra sorrir,
peru-de-festa
e até quem nunca mais vi!

fica um pouquinho,
que o relógio amalucou;
bebe esse vinho
que o passado nos deixou.

e caso queiram
esvair-se essas lembranças,
desça mais fundo
nos porões das remembranças

pois nos playgrounds
que habitavam saltimbancos
só restam grades,
o interfone e velhos bancos.

(dedicado aos amigos da juventude, principalmente os que viviam nos playgrounds do Quintas, regados a violão, vinhos e afins)

Um comentário:

Lavinia disse...

"tamanha pressa
sangra o tempo sem 'stancar..."

frase perfeita.