23 de fev de 2007

sonhador e só

já cansei de querer ser cantor,
de viver todo o esplendor do ator,
ou tentar me habilitar pintor

desisti do ofício de humorista,
sou tão inconstante pra cronista
e indisciplinado instrumentista

muito sedentário para atleta,
um grande ordinário pra poeta,
cheio de pecados prum profeta

mas um dia ganho o meu andor
e um letreiro torto em meu louvor:
"eis aqui um pobre sonhador"

5 comentários:

Lízia Sena disse...

Obrigada pelo seu comentário no overmundo, na entrevista que fiz do Evandro. Irei postar alguns textos novos em breve. Gostei do seu blog. Este poema em especial ficou muito bom..me lembra a música "Sou palhaço de um circo sem futuro. Um sorriso pintado a noite inteira.."
Visita o meu blog se for de sua vontade..abraços

jjLeandro disse...

Grande poeta,


hoje não vou comentar sua esplêndida poesia. Quero, ainda que um pouco atrasado, cumprimentá-lo pelo aniversário. Soube atrasado, mas soube. Espero que saiba relevar esse lapso.

abcs

Digo:

Você é
um poeta
que veio
parabéns!


abcs

jjLeandro disse...

Ah! esqueci.
Amanhã cedo estarei viajando. Volto pelo dia 15, quando estarei novamente na ativa.
abcs

camila disse...

clap! clap! clap!

Mão Branca disse...

Hehehe, bacana este descalabro de artista.