26 de jul de 2017


sinceramente
sei não, caetano...
de longe, todo mundo é estranho
de perto é que a gente conhece o que é
e a estranheza se desfaz

2 comentários:

  1. "Não vamos fuçar nossos defeitos
    Cravar sobre o peito as unhas do rancor
    Lutemos, mas só pelo direito
    Ao nosso estranho amor..."

    ... Que a estranheza perfaça nossas entranhas!

    Beijos! =)

    ResponderExcluir